quarta-feira, maio 03, 2006

sondagem_ "Que imagem tens de Deus?"

Passados que vão dois meses, e 286 votos, chegou a hora de avaliar a sondagem que estava no lado direito, no sidebar. A questão era: Que imagem tens de Deus?

Os resultados são: 
1º-Amor_ 47% 
2º- Pai_ 20% 
3º- Não tenho imagem_ 7% 
4º- Absoluto_ 6% 
5º- Todo-poderoso, e Refúgio_ 5% 
6º- Criador_ 5% 
7º- Juíz_ 3%
8º- Salvador_ 1%
9º- Bombeiro_ 0% 

algumas considerações: 
1. Todas as respostas tiveram pelo menos uma votação. Significa isto que há muitas imagens de Deus. Porém, logicamente, umas são mais claras ou mais correctas, ou mais vividas pelos homens do que outras. Por isso houve muita diferenciação. 
2. Os resultados confirmam aquilo que, pelo menos, eu esperava. A imagem melhor que temos de Deus é a imagem do Amor. Talvez pelo facto de ser tão difícil definir um, seja difícil definir o outro. Mas a escolha beneficia-nos a todos. Se Deus nos ama, será mais fácil viver esta vida, mesmo que ela seja difícil e penosa. Fica sempre a certeza de que vale a pena viver porque Ele nos ama. A mim apetece-me sorrir cada vez que dou conta do seu Amor. Aliás, foi isso que me fez optar pelo sacerdócio: bastava saber que Ele me ama, para ter a certeza que devia segui-Lo. 
3. Em segundo lugar foi escolhida a imagem do Pai. Aquele que ama, mas que ama como um pai ama os filhos. Aquele que nos quer dar tudo. Aquele que gera. Aquele do qual saímos. Aquele de onde vimos. Aquele que nos dá o sangue. O que nos dá a vida. 
4. Mais estranha parece ser a terceira opção. Não ter imagens pode significar não saber nada de Deus, ou ter tantas imagens que não se consegue optar por uma apenas. Qual terá sido o motivo da escolha dos que votaram nesta opção? 
5. Absoluto, Todo-poderoso… Prefiro ficar com a imagem de um Deus Amor, porque engloba tudo. Apesar de saber que tudo pode, que tudo é, gosto mais de pensar num Deus que tudo dá, que tudo cria, que tudo ama. Que cria porque ama e não apenas porque tem poder para criar. As imagens de imponência que atribuímos a Deus, às vezes, fazem-me pensar numa Igreja que anseia o mesmo. E eu não quero assim uma Igreja. Ainda bem que não foram muitos os que escolheram opções que indiciam esta ideia. Refúgio, sim. Aquele que ama refugia, acolhe. 
6. Salvador?! Porque terá sido tão pouco escolhido? Será que não sentimos a necessidade de ser salvos? Ou será que por Ele nos amar já nos sentimos salvos? 
7. Ainda bem que só uma pessoa votou no Bombeiro. Nunca gostei desta imagem para Deus, convenhamos. Aquela ideia de recorrer a deus apenas quando precisamos… 
8. Valeu a pena fazer esta sondagem. Para mim, valeu uma boa meditação! 

Hoje surge nova sondagem. Esta é mais pessoal, mais particular, mais clerical! A pergunta é essa: Que virtudes achas que fazem mais falta num sacerdote?

38 comentários:

Lua disse...

Respondo,

Humildade, pobreza, sinceridade, compreensão, modernidade e acima de tudo muito amor!

Beijinho,

Ups! sou a primeira!

mi disse...

A minha resposta é:

Ser como o confessionário! ;-)

Confessionário disse...

ó Mi, eu sou tão cheio de defeitos...

Confessionário disse...

Lua, bem vistas as coisas, de facto faltava nas virtudes a sinceridade e a compreensão. Mas a que chamas tu de modernidade?

MC disse...

Ó confessionário

tu que és um rapaz cheio de virtudes...sim, sim, isto é assédio, dás cabo de mim com os teus questionários.

Mas quais virtudes? Cada um é como é e pronto. Se algum gajo viesse há procura das minhas virtudes, tava feito...
E qual sacerdote? Não é Jesus único sacerdote? Padre e já é condescender muito. E porquê padre e não madre? Não soa bem?

Hoje alguém tinha que levar comigo em cima, calhou-te a ti...

Confessionário disse...

Mc, já tinha saudades das tuas provocações. ahahah. Madre? Virtudes, eu? ahahah

Paulo de Tarso disse...

Olá Confessionário, gosto bastante dos teus posts e da forma como vês as coisas! O inquérito que termina abordou um tema super interessante… não há como conhecer o verdadeiro Deus! É bom saber que a imagem predominante é a do Deus Amor, bem como a de Pai. Já valeu a pena a revelação do nosso amigo JC que tanto se empenhou em destruir as falsas imagens de Deus que superpovoam o nosso intelecto e a nossa sensibilidade… Digo-o por mim, porque a minha história está bem marcada por uma revolução completa que partiu da descoberta de que Deus não era juiz, nem polícia, mas Pai de Jesus, Amor infinito e completo – eros, agape, e philia, como define Bento XVI na Encíclica Deus Caritas Est! Entrar em relação com este Deus é descobrir a vida eterna… ou não foi isso que Jesus disse (Jo 17,3)?!
Vejo que os outros visitadores já estão na frente a comentar o novo inquérito. Fazem bem e junto a minha dica… se Deus é amor e amor completo que virtude deve marcar a vida dos cristãos baptizados, seja em que vocação for?

Abraço amigo!

Pe. Vítor Magalhães disse...

Gostei da sua reflexão e blog, umdia destes vou linkar apartir de "Adro". Já, agora, convido para dar um salto em http://vm11.blogspot.com/
Padre Vítor Magalhães,
Diocese de Bragança-Miranda

Vítor Mácula disse...

Caro confessionário.

Pois cá venho eu então provocar, pois que o comentário da MC não me parece uma provocação, mas uma cristologização ;)... Leia-se a Carta aos Hebreus e a Carta aos Gálatas...

O sacerdócio pressupõe o Deus não connosco, é tão simples quanto isso. A incarnação foi total, o abismo foi preenchido, rasgou-se o véu do templo e o próprio templo destruído foi reconstruído em três dias na viva carne e espírito.

Não se trata de haver ou não haver padres, papa, bispos, presbíteros, diáconos... trata-se de não ser possível a função sacerdotal senão com anulação da incarnação, isto é, do próprio Cristo. O sacerdote substitui-O (é aliás este o argumento contra a ordenação das mulheres, que elas não podem substituir o Cristo).


Abraços.

Confessionário disse...

Esta malta dá-me cabo dos esquemas!! ahahah
Ó caros amigossss, todos participamos do sacerdócio de Cristo! Os padres, como preferis chamar, participam tb do sacerdócio ministerial de Cristo.

Vítor Mácula disse...

Ok, ok, a malta está aqui para inquirir (eh eh eh)... Mas então porque é que as mulheres não podem ser ordenadas?...

Confessionário disse...

Vítor, Vítor... eu não afirmei ainda que não podessem. Se calhar essa é apenas uma questão histórica, digo eu, na minha inocência! Mas como se trata de uma questão ministerial, não a devemos propor como existêncial. Uma coisa é sermos sacerdotes em Cristo, como somos profetas e reis. Outra é a questão ministerial do sacerdócio em Cristo!
Ai amigo, aind me colocas os neurónios em franja... ahaha. Sabes que gosto mt de ti e da tua vontade contínua de ir mais longe! Força. Eu continuo à espera...

Vítor Mácula disse...

Quer dizer então que existencialmente todos participamos do sacerdócio de Cristo, mas que ministerialmente uns participam mais que outros (e sobretudo, outras)?

Não queimes os neurónios, caramba, isto é a malta na palheta...;)

Eu também gosto muito de ti. Mas estás à espera do quê?...

Confessionário disse...

... estou à espera de ti como és. è assim que gosto de ti e das tuas mini-provocações.

NaSacris disse...

Acho que a Sondagem do Confessionário recebeu uma ajudinha de Bento XVI, com a Encíclica "Deus É Amor". O Papa deu um empurrãozito ao resultado da votação deste blog. Hehehe! Toda a gente agora diz em coro, e com mais vigor: Deus é Amor.
Tirando as brincadeiras fico aliviado com o resultado. Fazemos progressos na imagem que a Igreja passa de Deus.
Quanto às virtudes que acho que fazem mais falta no sacerdote, sou suspeito para falar. Além das mesmas que gostaria de ver em qualquer cristão baptizado, aponto duas que estão na nova sondagem (amor e desprendimento) e duas que não estão: pastor e profeta.
Abraço

Confessionário disse...

Ó "nasacris", pastor e profeta não são virtudes!!! São formas de ser.
Mas fizeste-me lembrar que sempre desejei ser um bom pastor. Foi essa a imagem de Jesus que fixei nas minhas opções vocacionais...

Zé Maria Brito,sj disse...

Varillon diz
Deus não é todo-poderoso. Deus é Amor. O amor de Deus é que e todo poderoso...

e no meio disto há muitas coisas que Deus não pode, p. ex. ir contra a nossa liberdade...

Anónimo disse...

A propósito da sondagem já feita, pode ter interesse recordar que, segundo a tradição islâmica, existem 99 nomes (imagens) de Deus. Curiosamente, "amor" não consta da lista...
JS

CVJ disse...

Quantas imagens por aí que não são ditas, mas são vividas profundamente, no silêncio, no anonimato!?
E masmo, cada um de nós tem uma só imagem de Deus? duas? três? Não será mais uma para cada momento específico? para cada estado de alma? para cada situação vivida?
Um abraço e coragem

disse...

Parece-me estranho como conseguiste o% de pessoas que vêm Deus como um Bombeiro!

Pois eu o que vejo nas minhas terras é essa imagem que fazem de Deus!!!

Só se lembram de St Bárbara quando atroa...

Só se lembram de Deus quando algo corre mal ou coisa assim!
Quando têm necessidade de alguma petição ou querem algum milagre: Tu realizas-me isto e eu pago-te ou faço um sacrificio!!!

Isto é uma imagem erronea de Deus!!!

Leva-me a pensar, e bem, que o teu blog é visitado por gente que tem uma Fé amadurecida!!!

Parabens!!!

D'abraço

Pdivulg disse...

Esta pergunta não é fácil. Penso que principalmente menos funcionário da paróquia e mais Amor para todos, sem olhar aos interesses...

Marco disse...

Eu gosto das definições de Deus que estão no livro "Um Deus chamado Abba"

Vítor Mácula disse...

Caro Confessionário.

Ah pois, a malta aqui é atravessada pela bazófia lírica... :) Tenta-se evitar o orgulho, o que nem sempre é fácil quando se canta, mesmo para os desafinados...

Abraço.

Vítor Mácula disse...

Caro Marco.

De quem é esse book about the Fatherness?...

Abraçabba!

Anónimo disse...

Gostei da sondagem anterior. E é claro que votei que Deus é Amor. E próprio experimento isso no dia a dia. É pena que nesta sondagem não se possa votar em mais do que um item (como é normal!!!)porque além da virtude obvia (na qual a maioria certamente vai votar) eu votei numa destas três que andam muito esquecidas (austeridade, desprendimento... e equilibrio afectivo.
Um colega

Heavenlight disse...

Tolerância, Compreensão, Amor, Humildade Proactividade, Dedicação.

Marco disse...

Vitor Macula,

O autor chama-se José Luís Cortés e é um católico espanhol.

Marco disse...

Vitor Macula,

O autor chama-se José Luís Cortés e é um católico espanhol.

Confessionário disse...

ó caro colega, mas podes votar mesmo em mais que uma. Por ser difícil optar só por uma é que deixei essa liberdade. Não convém é abusar!! Um abraço

Mata Hari disse...

Acho que Deus é visto como salvação para os nossos erros e solução para os deslizes da vida.

Anónimo disse...

Virtudes num padre:
- amor
- disponibilidade

Vítor Mácula disse...

Gracias, Marco.

Sonhadora disse...

A melhor virtude para um padre é ser um bom cristão. E já não é pedir pouco...

Anónimo disse...

Encontrei este blog por uma acaso.Justamente estava esta a meditar nessa mesma pergunta, ao acabar de ler um artigo de opinião de um sacerdote,nosso irmão, com dois paróquias aqui na Madeira que escreveu este artigo no " Diário de Notícias", no p.p. dia 1 de Maio.
http://www.dnoticias.pt/default.asp?file_id=dn010602010506

Qual será os seu Deus? O do Amor, não será... Será isto " outra forma " de evangelizar que desconheço? Que nos leva a lançar pedras para o charco, sabendo que o único que nos advém é um ondular momentâneo?Quando a Humildade nos falta, o Espírito retira-se, e ficamos com a sabedoria humana que é finita e limitada.

Confessionário disse...

Caro anónimo (bem podia não ser anónimo!!! Era melhor; mas está bem), antes de mais, benvindo.
Depois, deixa-me pedir alguma clareza, porque naveguei até à dita página e não vi o que pretendias dar a conhecer. Por isso não sei bem do que falas, nem o que te apoquenta. Peço desculpa não poder dar uma ajuda ou uma resposta. Queres contar o que leste ou mandar nova indicação?

A Capela disse...

Venho não só a desoras como ainda queria falar da 1ª votação e começo por revelar qual foi o meu voto: votei no Pai. Não consigo ter outra imagem de um Pai, sem amor. Associo-as, e por isso, não hesitei em apostar que O Pai, seria Amor, tendo-o entre Suas outras infinitas qualidades.

Em termos terrenos, quantos filhos não desobedecem ao Pai e deixam a casa por um amor? Há pais e pais, uns melhores que outros, certo, mas Este é único -- O Pai. E que creio sê-lo, ainda antes de ser Deus; o Deus de Amor, e de tudo o mais.

E só agora o saúdo (ai ai)ahh, e lhe agradeço também o linque.

Abraço,
Malu

Fá disse...

É difícil hierarquizar as virtudes que apresenta, Padre! São quase todas muito importantes! E completam-se, reciprocamente, no ministério. Retire a austeridade que me faz calafrios... Se considerar a castidade necessária mantenha-a... se for factor de desarmonia, elimine-a... E se nas demais virtudes conseguir ser autêntico, então é um ser humano deslumbrante !;)
Um abraço

xana disse...

para ser um bom padre?

talvez o fundamental: ser uma boa pessoa. Para mim, resume-se a isso.
basta isso. Isso, plenamente!

Se calhar importa é perguntar-se a seguir.."E o que é ser uma boa pessoa?"
eh eh...